4 de nov de 2013

É preciso fazer da pressão sofrida um impulso de crescimento



“Resiliência” é a capacidade humana de superar com sucesso experiências de frustração e dificuldade, mantendo a flexibilidade comportamental, emocional e mental, e a boa adaptação a demandas externas e internas, até superar o desafio ou adaptar-se ao fato de que não será superado, quando se torna cenário.



O conceito vem da Física, na qual o termo se refere ao material que se distorce e, terminado o acréscimo de tensão, volta a ser como era antes, sem fratura.

Na pessoa, envolve a possibilidade de, sob intensa pressão, administrar bem as emoções, não se deixar reagir por impulso, conservar o otimismo, conseguir analisar os fatores adversos do meio ambiente, manter relações de empatia com os outros e seguir. vendo um sentido mais amplo no que está sendo vivido.

É capacidade extremamente valiosa e crescentemente necessária, na medida em que a realidade se altera de modo crescentemente veloz, apresentando desafios até então desconhecidos e por vezes totalmente inesperados.

Na simbologia da Astrologia Arquetípica, parte destes atributos – resistência, perseverança, autocontrole, objetividade – são diretamente associáveis a Saturno (e o Signo regido por ele, Capricórnio), ao passo que outros atributos se associam a Júpiter (e ao Signo regido por ele, Sagitário): otimismo, visão ampliada para o conjunto e capacidade de empatia.

Além disso, o conceito da Física ensina outro importante aspecto da resiliência: assim como um elástico, que acumula energia se é pressionado a se distorcer (esticando) e libera esta energia para o meio ambiente ao voltar ao seu estado normal, a pessoa resiliente vive uma dinâmica semelhante.

Mais do que “verga, mas não quebra”, que é só resistência, a pessoa de fato resiliente sente aumentar sua energia pessoal, exatamente pela pressão sofrida. Assim, se consegue canalizar adequadamente este acréscimo energético após a superação do momento de pressão, realiza mais ainda do que já o fazia.

Novamente, outra característica simbolicamente associável a Saturno: acúmulo de energia, para direcionamento adequado quando e se necessário.

Desta forma, quem tem um Saturno proeminente em sua Carta natal astrológica costuma apresentar alto índice de resiliência, embora, de outro lado, exatamente por sua elevada capacidade de suportação, possa acomodar-se em situações desgastantes, sem o impulso necessário para a implantação de uma nova (e mais agradável ou mais produtiva) ordem de coisas.

Para sinalizar a existência deste tipo de impulso, é necessário que Marte, símbolo da ação de manifestação, seja também proeminente na mesma Carta natal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate