6 de out de 2013

Paranormalidade, ou “razão além da natural”

   A existência tem muito mais dimensões do que os nossos sensores mais comuns e a nossa consciência corriqueira conseguem perceber.
   Para estas dimensões, existem as funções mentais que a Astrologia convencionalmente associou a Urano, Netuno e Plutão, mesmo sem saber, antigamente, do que estava falando.


Estes três planetas, denominados “exteriores” ou “transpessoais”, estão sempre associados ao que costumamos chamar de “mediunidade” ou capacidade de percepção extra-sensorial (PES).
Acontece que estes planetas, por serem associados simbolicamente a funções mentais que operam além do estado comum de consciência, muitas vezes indicam a possibilidade de redução de contato com a realidade, que é quando a pessoa julga possuir um poder que não tem, e fica “se achando”, ou embarca num mundo de ilusão e fantasia.
Uma interpretação arquetípica de Carta natal astrológica indica para a pessoa os cuidados que deve ter ao buscar desenvolver estes potenciais incomuns, bem como a real possibilidade que detém de atingir este desenvolvimento pessoal, de modo mais harmonioso e produtivo para si e o seu próximo.
Isto se verifica pela análise arquetípica dos aspectos geométricos, na Carta natal astrológica, entre estes três planetas e os planetas denominados “pessoais”: Sol, Lua, Mercúrio, Vênus e Marte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate