9 de out de 2013

Astrologia Cármica

Há uma modalidade de Astrologia que desde o Século XIX se denomina “Astrologia cármica”, e isto depende de crer em vidas passadas.


Entretanto, há meio século se comprova a existência de herança emocional de base genética, razão pela qual o que se vive pode não ser derivado de vidas passadas, mas, sim, de pressão de herança genética querendo se expressar ou, como já se disse também, “pretensões dos ancestrais”.
Então, quer se trate de vidas passadas e de determinação cármica, quer se trate de herança genética, transgeracional, com resquícios de marcantes experiências afetivas um dia vividas por antepassados, na prática dá no mesmo: o importante é conhecer que material inconsciente é este e como lidar da forma mais adequada possível, no trabalho de integrá-lo ao consciente.
Para, com isto, escapar até onde se consiga das compulsões que eles obrigam, pois tudo o que é compulsivo fere o livre-arbítrio, seja agradável ou desagradável.

Toda Carta natal astrológica é, em parte, ou determinada carmicamente ou por herança genética. E talvez das duas formas. Todavia, os símbolos mais diretamente associados às Casas IV, VIII e XII da Carta natal, e principalmente a VIII e a XII, são os símbolos que as Tradições costumam utilizar para descrever e compreender herança transgeracional ou material mais explicitamente vivido anteriormente em vidas passadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate